Psicologia do Trabalho

Psicologia social e clínicas do trabalho: atividade, sentido e intervenção

A problemática central deste núcleo de pesquisa são fenômenos relacionados ao trabalho que possam ser depurados a partir da compreensão de mecanismos psicossociais de produção de sentidos e significados. Busca-se estudar a natureza, as dimensões, os determinantes e as consequências desses mecanismos sobre aqueles fenômenos. Entre os fenômenos abarcados, embora não exclusivamente, destacam-se: centralidade e função psicológica do trabalho; narrativas identitárias e de carreira; desemprego, atividade esvaziada ou sem sentido; desempenho e o agir no trabalho; aposentadoria; informalidade. São adotadas abordagens metodológicas que se voltam tanto para discussões conceituais sobre os temas de interesse, como para investigações empíricas, em desenhos mistos, fazendo uso de abordagens teóricas da Psicologia Social (perspectivas psicossociais) e das Clínicas do Trabalho. Busca gerar subsídios científicos para embasar intervenções psicossociais em contextos de trabalho.

Coordenador: Pedro Bendassolli

Acesse a página do NPO