Banca de DEFESA: YASMIN MAKHAMID MAKHAMED

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: YASMIN MAKHAMID MAKHAMED
DATA: 28/07/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório de Videoconferência da SEDIS (UFRN)
TÍTULO:

Suporte organizacional e desenvolvimento de competências empreendedoras em empresas juniores no Brasil

PALAVRAS-CHAVES:empresas juniores; empreendedorismo; competências; suporte organizacional; formação empreendedora.
PÁGINAS: 150
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:O empreendedorismo surge no contexto atual como um gerador de emprego e renda e uma alternativa ao desemprego. Discute-se ainda, a importância da formação empreendedora no ensino superior, de modo a possibilitar o desenvolvimento de competências para diferentes possibilidades de empregabilidade. O fomento ao empreendedorismo é um dos objetivos do Movimento Empresa Júnior, sendo o Brasil o país que concentra o maior número de empresas juniores no mundo. O objetivo do estudo foi investigar o desenvolvimento de competências empreendedoras de estudantes universitários participantes do Movimento Empresa Júnior no Brasil. Participaram da pesquisa 796 estudantes universitários das cinco regiões brasileiras que estivessem vinculados a uma empresa júnior no momento da pesquisa. Os instrumentos utilizados foram o Inventário de Competências Empreendedoras de Man adaptado e a Escala de Suporte à Aprendizagem Informal no Trabalho, o primeiro foi adaptado semanticamente para o português brasileiro e passou por uma validação cruzada e o segundo foi revalidado. Foi realizada uma regressão linear múltipla, a partir da qual foi possível identificar os fatores de suporte da empresa júnior e suporte dos colegas como variáveis preditoras dos cinco fatores de competências empreendedoras encontrados nesse estudo (competências de gestão estratégica, competências conceituais, competências de gestão de pessoas, competências de relacionamento e competências de oportunidade). Esses resultados podem contribuir para o reconhecimento das empresas juniores como um possível campo de formação empreendedora e para uma avaliação crítica do próprio movimento sobre o seu papel no desenvolvimento de competências dos estudantes universitários brasileiros. Além disso, pode contribuir metodologicamente com os estudos de competências empreendedoras no país.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição – JAIRO EDUARDO BORGES-ANDRADE – UnB
Externo ao Programa – 1134517 – JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
Presidente – 1759676 – PEDRO FERNANDO BENDASSOLLI

 

Banca de DEFESA: JOATÃ SOARES COELHO ALVES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOATÃ SOARES COELHO ALVES
DATA: 14/07/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Laboratório de Psicologia
TÍTULO:

Trabalho emocional como preditor de burnout entre policiais militares
PALAVRAS-CHAVES:

trabalho emocional, burnout, policiais militares.
PÁGINAS: 170
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

O objetivo desta pesquisa foi verificar o papel preditor do trabalho emocional na incidência de burnout em policiais militares. Participaram 525 profissionais militares do estado de Rio Grande do Norte, Brasil. Os instrumentos utilizados foram a Emotional Labour Scale, a Emotion Work Requirements Scale e a subescala de exaustão emocional do Maslach Burnout Inventory for Human Service Survey, previamente adaptados para o português. As duas primeiras escalas passaram por uma validação cruzada, e foi realizada uma regressão múltipla com os fatores delas derivados e variáveis sociodemográficas. Os resultados indicam que estes fatores do trabalho: emocional variedade e intensidade das emoções, frequência de interação com suspeitos e criminosos, atuação profunda e atuação superficial, e a necessidade de expressar emoções positivas como parte do trabalho policial foram preditores de exaustação emocional e incidência de burnout. As variáveis sociodemográficas: ensino médio completo, ser Cabo, e atuar no serviço externo também tiveram um poder preditivo sobre o burnout. O presente estudo, ao elucidar as características do manejo das emoções em resposta às necessidades organizacionais do trabalho na PM, e o impacto disso sobre um adoecimento prevalente nesta população, contribui não apenas com a literatura sobre a temática, que no Brasil é escassa, mas com informações que podem fomentar a criação de políticas de saúde mais efetivas e atentas aos aspectos emocionais do trabalho policial, que muitas vezes são negligenciados.
MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa – 1134517 – JORGE TARCISIO DA ROCHA FALCAO
Presidente – 1759676 – PEDRO FERNANDO BENDASSOLLI
Externo à Instituição – SÔNIA MARIA GUEDES GONDIM – UFBA

Programação 2015.1

Olá, Gepetinos

No link a seguir, a programação de atividades de nosso grupo neste 2015.1.

http://www.gepet.org/atividades/cronograma/2015-1/

Por favor, fiquem atentos a dois eventos de extrema importância: o ciclo de conferências Jaan Valsiner (http://jaanvalsineremnatal.blogspot.com.br/), que comporá atividade obrigatória deste GEPET, e a vinda a Natal do prof. Jairo Borges-Andrade, cuja oportunidade de conhecer seu trabalho em POT é única.

Um bom semestre a todos!